quinta-feira, abril 03, 2008

Devagar...

Devagar…
devagar que esse trote de cavalo cansado é rápido demais para o silêncio que a mim está agarrado…


Devagar…
Devagar porque quero ir:
mais longe… durante mais tempo
mais forte… enquanto posso e aguento
mais eu… ao sol, à chuva, ao relento
Devagar...

17 comentários:

Andrea disse...

devagar.. devagarinho lá vais escrevendo.. *

tonsdeazul disse...

Andarei então devagar para acompanhar os teus passos e juntos podermos vislumbrar as cores garridas do dia!

Enfim... disse...

tudo devagar devagarinho loooool

beijinhos

Dalaila disse...

e nesse devagar há toda a a velocidade.


Beijinhos lindo com saudades, vou dar noticias

Pena disse...

Olá! Já tinha saudades das tuas divagações... que confortam a alma.

Sofia disse...

Devagar, devagarinho,
já voltavas a escrever
para brindar a blogosfera
que há tanto te aguarda!

tonsdeazul disse...

Olha devagar mas não tanto, está bem!!? :)
Já estamos em Junho, o sol já aquece e já é tempo de escreveres mais qualquer coisa por aqui. Não concordas!? :)

Um abraço

ruinzolas disse...

Excelente!

MARNUNEFREI disse...

Importante demais para ser ignorado!!!

A coisa mais importante que farás na vida é ver este documentário até ao fim!!!

http://www.zeitgeistmovie.com/


Ao princípio parece enfadonho… but nothing could be further from the truth!!!!

Por aquilo é que é mais sagrado, POR FAVOR!!!, vejam este documentário!!!

Fragmentos Intemporais disse...

Não há dúvidas...até aqui andas desaparecido!
TéTé...aparece e escreve algo...a malta agradece ;-)

Beijo-tu

ML disse...

Olé!!

Já estamos em Julho e nada?
Sei que és bem capaz de escrever o que se passa na tua alma...
Please, please, please... delicia-nos com o teu talento!
Faz-me esse favor, fazes?

Um abraço,
ML

Os Matos Barbosa disse...

Pois é rapaz, tanta gente que já sente falta dos teus pensamentos.
Se precisares de inspiração podes sempre visitar-nos e passear na Arrábida.
Abraços Sadinos

zuzinha disse...

Ó meu pezinho de lã descalço...
E as letras?
Saudades tuas*

Fragmentos Intemporais disse...

Que este Natal seja repleto de agradáveis surpresas.

Beijinhos amigo *

Andrea disse...

beijo *

Eu disse...

Devagar chega-se muitas vezes onde mais se deseja... Com pressa tinhamos feito disparate :)

Beijoca
(aqui a minha vizinha de cima Andrea lol é que me faz andar a visitar os blogues, vou ao dela e depois sigo as sugestões)

Fragmentos Intemporais disse...

Passei para desejar uma óptima Páscoa, com direito a tudo o que mereces!

Beijocas doces!

Já estou farta de ler sempre a mesma coisa... actualiza o espaço!