quarta-feira, fevereiro 28, 2007

(t)Riste

Um sorriso…
(enorme…)
Que nasce em mim e se reflecte na lua…
Propaga-se…
(bem aqui dentro!)
Pelas asas de um silêncio amigo…
(que me consome)
E incendeia-se…
Com o grito de uma lágrima que jamais será tua.

De sorrisos mais se faz uma alegria…
De tristezas menos se faz a poesia…

15 comentários:

Som do Silêncio disse...

Olá

Voltaste :) Bom sinal! E deixa-me que te diga que voltaste muito bem.
Gostei do post!

Beijo Silencioso

Anónimo disse...

Gostei, do que se lê nas entrelinhas!!

Beijo Nosso Menino

fairybondage disse...

A poesia muitas vezes esconde o que queremos na realidade transmitir! Muitas vezes guardamos os sorrisos e as lágrimas nas palavras e nelas nos espraiamos lenta(mente)!!

Mil beijinhos e Bom fim de semana

DIV de divertida disse...

Finalmente!!
bela invenção da natureza: o que escreves ( entre )!!!!!

António Rosa disse...

Depois de ter terminado com o "Postaias da Novalis" para me dedicar mais à astrologia, tenho aproveitado este tempo para desenvolver mais os conceitos evolutivos dos signos do zodíaco, como base elementar desta nossa reencarnação.

Aqui fica o convite para conhecer melhor o signo onde está o seu sol de nascimento, assim como o dos seus familiares e amigos.

Copie-os para o word, para melhor poder reflectir sobre o signo mais importante do do seu zodíaco.

Agradeço comentários no sentido de melhorar os textos, aprofundando-os.

Um abraço,

António Rosa

Som do Silêncio disse...

Pssssttttt!

E que tal um novo post, hein?

:-)

Beijo Silencioso

Viola De Lesseps disse...

Gostei deste blog.
Transmite boa escrita.

beijo

Kruella disse...

e mais? tenho andado à espera de mais...
jinho

tonsdeazul disse...

Então deixo um :) para que na volta possa deleitar-me com uma nova poesia das tuas.
Um abraço

Utzi disse...

Das tristezas também se fazem belas poesias... :) Beijinhos

Enfim... disse...

bom momento de inspiração.Bjokas

Anónimo disse...

E mais e mais!!

Beijo

Som do Silêncio disse...

...

CM disse...

Triste, mas com a alma cheia...

Simplesmente sentido!
Beijo

Anónimo disse...

:))
Sorrias de manhã todo trnura
poisando os raios sobre a ramaria.
A brisa que aquecias era só ventura,
A canção que cantavas era de alegria.

Beijo da amiga,
IlhaDeEncanto