sábado, novembro 04, 2006

À Sombra...

Há uma lágrima que chora… para dentro de si mesma…
Há uma lágrima que se afoga… no deserto do seu tema….
Há sempre uma lágrima que vive e se alimenta da nossa morte…
A preto e branco se resumem os teus sonhos…
Nem uma lágrima transparente consegues colorir…
Depositas, lentamente, teu olhar no chão… (por lá jaz teu despedaçado coração…) escondes o rosto, não dos outros… escondes o rosto… para que TU não o possas sentir…
De braços caídos, aprisionas-te dentro de ti…
Nem um sorriso libertas… ficas imóvel… tão pouco soluças… apenas te deixas ficar… aqui, onde a luz é ainda mais cega que a tua própria alma… aqui, onde o chão é mais suave que o teu duro coração… aqui, onde a esperança se veste de negro e a fé em ti própria… se suicida a cada abrir e fechar de olhos!
Já não sabes o que sentes… já não sabes sequer sentir… conquistas o direito à vida unicamente porque sabes que a morte te aguarda com um sorriso…
(a sombra... e os seus momentos)


Craig Armstrong - WTC

16 comentários:

BB (O.ö) disse...

hugin

Xantipa disse...

Já tinha visto as tuas fotos no «momentos» e reconheci esta.
Muito bonita...
É bom encontrar-te por aqui.
:)*

voyeur disse...

Pois Filipe ... só não escapamos á ceifeira. Tudo o resto é nosso e podemos e devemos tentar.

A seu tempo, o encontro com ela e com o seu hipócrita sorriso..

Por enquanto, sombra. A sombra é sempre um reflexo de luz.

Um grande abraço.

Xantipa disse...

Essa de não escaparmos à ceifeira... leste «As Intermitências da Morte»? Pois parace que «no peito de uma 'ceifeira' também bate um coração»...
;)

voyeur disse...

Xantipa não...

Mas aconselho-lhe Morrisson:


« Toquei-lhe nas coxas... e a morte sorriu...»

Beijo*

GIRASSOLA disse...

Abre o peito e grita...
Chora...
Não escondas as lágrimas, mesmo que sejam em silêncio...
Deixa o sol entrar em ti...
Deixa o seu calor aquecer-te...
E deixa o teu sorriso sair de dentro de ti, porque alguém espera por ele...

Um abraço apertadinho...
Beijinho pa tu...*

Puro Instinto disse...

Filipe vim aqui retribuir a sua tão amável visita e a tão alegre e constante presença.

Amigo deixou-me sem palavras... sentida me calo e em empatia de sentires, pois que há dias assim, me recolho.

Um abraço, e em retribuição de alegria e de sentimentos lá o espero sempre que lhe apetecer. ;-)

O meu muito obrigada pelo excelente e divertido dia*

zuzinha.zu disse...

Ela espera, todos esperamos.
Sentados, não! Há que aproveitar. Todo o seu quê tem um senão. Ela veio ao mundo para apenas estar ali, sentada a observar a sua própra sombra. Apenas não a viu à noite, quando o luar não espreitou... O seu brilho veio com a aurora, com a luz, ao mesmo tempo que a sua "nova" sombra despontou. Mais um dia, mais ums momentos, espera ansiosamente que chegue a noite em que vai brilhar para sempre...Quando se tornar numa estrela.
Beijinho*

Sofia disse...

beijitos tb pra ti ;)

mj disse...

As reticências deviam estar a preto. Ele é textos, ele é música, ele é fotos, ganda artista!

voyeur disse...

Pá!...

Acorda, pá!

Som do Silêncio disse...

Bonito!

Beijo

Utzi disse...

Um momento triste. descrito por belas palavras.

Beijos

DIV de divertida disse...

Isto parece q foi para mim... xiça...

Som do Silêncio disse...

vim ouvir de novo a música!
Gosto!

Puro Instinto disse...

Filipe,

amigo sai da sombra e vais ao meu blog ver o desafio que te deixei.
Aguardo-te lá!

Um beijo de puro instinto*