domingo, fevereiro 19, 2006

[...]


Hoje, apetecia-me falar de amor…
Há dias assim… procuram-se histórias no interior…
Buscar as palavras mais belas…
Pintar a loucura, a paixão, colorir negras telas…
Hoje, como ontem… apetecia-me conversar…
Dizer por dizer… coisas sem ninguém escutar…
Ontem como amanhã… o silêncio que invade o coração…
Persistirá… presente… na ausência dessa invasão.
De tempos a tempos… escuto… sinto…
Este vazio… que reanima, depois de extinto…
Que me preenche… com inúmeros nadas…
Que me deixa, livremente de mãos atadas.
(Luz ao fundo…) ávido por um olhar…
Entro em túnel com vista para… amar…
Às paredes… meus sonhos vão segredando…
Os medos… os pesadelos… que vou guardando…
Ontem, como hoje… nasci de novo…
Hoje… como amanhã… morro…
Reencarno agora, novamente em mim…
E parto… para futuro com idêntico fim…
De mãos livremente atadas…
Repito-me…
De mãos livremente atadas…
Há sempre uma liberdade…
Há sempre uma verdade…
Há sempre… uma eterna saudade…
Para dizer… (o que disse na intimidade)

(a sombra...sombreou aqui)

15 comentários:

GIRASSOLA disse...

Pinta, fala, grita...
Esse amor que estás a sentir...
Algures está alguém
Que, sentindo o mesmo
Ansiosa está de ti o ouvir...

Beijinho pa ti...;-)*

Ana Pinheiro disse...

É sempre bom falar do amor :)
Melhor ainda é quando o sentimos...
Mau é que com o Amor, descobrimos que de facto a solidão existe...
beijo terno para ti :)

VisitanteH disse...

Olá Miudo!!!...Aton tu tás bém??? Bateste com a carola nalguma esquina? Olha que não há muletas para a carola...Ou é esse coraçon que anda arrastar a asa?... :-))

zuzinha disse...

Continuo a dizer que andas apaixonado...E, a mim, ninguém me cala...lol

Filipe disse...

E eu continuo a dizer... que ando com as pernas! E, a mim, ninguem me para... :p

mj disse...

Tu não reencarnes muito, s.f.f. , tem lá calma...rs
*

Joana disse...

"Há sempre uma liberdade…
Há sempre uma verdade…
Há sempre… uma eterna saudade…"

Há sempre alguém que nos procura,
Há sempre alguém que nos ouve e nos lê,
Há sempre alguém que nos abraça e está presente,
Quando nos apetece falar e nada ouvir!

Beijinho

ruinzolas disse...

Sabes uma coisa, artolas?
A rima limita-te...

zuzinha disse...

Ainda estou na expectativa de ver onde vais parar!!! E a mim ninguém me cala!

Ana Pinheiro disse...

Olha lá oh totó...em vez de andares a comentar vezes sem conta no meu blog...porque é que não alimentas o teu todos os dias hein?
Beijo terno.
P.S.: Já não é a primeira vez que te digo que escreves muito bem...

Wakewinha disse...

E foste falando muito bem, e isso é que importa!!! =)

AmigaTeatro disse...

:)

Anónimo disse...

Às vezes também me sinto assim!
Um beijo miúdo...
Sabes quem sou:)

Cláudia Faro Santos disse...

Filipe...
A noite já vai alta e amanhã um novo dia chama por mim. Com a sede de voltar, de viajar um pouco mais nas sombras que desenhas porque sentes, voltarei...
Não me peças permissão para voltar a um mundo que antes de ser meu, é de quem o partilha comigo. Serás sempre bem vindo, e eu estarei, também, a espreitar da janela a tua presença no impossivel.

Não tenho mais palavras.

Um beijo de boa noite...Não da cor do céu, porque hoje ele está escuro demais*

Eli disse...

Aqui respira-se...

:)

Escreve sobre o aprazível da vida, por isso, escreve o Amor e sobre Ele... sempre.

Muito lindo este espaço!

:)